Encontro de Leigos/as Verbitas do Distrito Santo Amaro (24/03/2019)

Realizou-se, no dia 23 de março de 2019, na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no Jardim Miriam, das 08 às 12 horas, o Terceiro Encontro com o Grupo de Leigos e Leigas Verbitas, do Distrito Santo Amaro em São Paulo. Estiveram presentes, além dos Leigos (as), alguns Padres da Congregação do Verbo Divino e também dois Seminaristas.

 O tema principal a ser trabalhado, neste dia, foi: “Discipulado e Testemunho”. Nesse encontro o Pe. Polikarpus fez uma breve reflexão sobre o Discipulado, o testemunho e as experiências vividas, pelos missionários Verbitas em vários países. Logo após, os participantes foram conduzidos a um momento de discussão em grupos, com foco na realidade e nos desafios de suas Paróquias.

O Seminarista Marcos Antônio Miranda partilhou sua experiência missionária na Hungria, Leste Europeu, missão com muitos desafios, mas extremamente gratificante; uma vivência com pessoas humildes, mas com um coração cheio de amor e esperança.

E foi neste clima de oração, reflexão e partilha que se encerrou este ciclo de encontros de preparação para o Congresso de Leigos e Leigas Verbitas que acontecerá em Santa Isabel - ES, em Julho de 2019.

 Valdirene Andrade ( Paróquia Divino Espírito Santo – Pq. Regina)

 

 

Jubileu de 50 anos da Paróquia verbita N. Sra. de Fátima - Vila das Belezas (São Paulo)

No dia 24/02/2019 foi celebrada a missa para agradecer, louvar e bendizer a Deus pelos 50 anos da Paróquia Nossa Senhora de Fátima na Vila da Belezas em São Paulo. A Igreja é formada por todos nós e pelas comunidades que a compõem: Nossa Senhora de Fátima, São Francisco de Assis, São Roque, Santa Rita de Cássia e São João Batista, São Sebastião e Nossa Senhora da Penha, nas quais acontecem as vivências da fé, da esperança e da caridade. Agradecemos à Deus e a Nossa Senhora pela intercessão, e também ficamos muito felizes com a presença de todos no início das festividades do "Jubileu de Ouro": especialmente do Bispo diocesano Dom Luiz Antônio e dos padres: Petrus, Tadeu, Agostinho, Danilo, Arlindo, Fernando, Sandro e Agostinho, do irmão Nelson, dos ministros da Eucaristia, dos membros da pastorais, da assembleia e dos visitantes das paróquias vizinhas. É com muita alegria que damos início às festividades que ocorrerão até o mês de maio, quando se encerrarão no dia da festa da padroeira da paróquia, Nossa Senhora de Fátima.

 Breve História da Paróquia Nossa Senhora de Fátima

Em setembro de 1950 foi inaugurado a gruta de Nossa Senhora Aparecida, onde hoje está construído  o Centro Catequético Pe. Mauro Baptista  localizado em frente a atual igreja de Nossa Senhora de Fátima. Nessa gruta  havia um cofre, onde o povo que visitava a gruta colocava suas contribuições. Essas somas juntadas a outras adquirida ao longo de várias quermesses, e permitiu a construção da capela de Nossa Senhora de Fátima ao lado da gruta.

Segundo histórias, na região da Vila das Belezas estava programada a construção de uma igreja à Nossa  Senhora Aparecida. Com o tempo, um dos moradores do bairro, o Senhor Joaquim Teixeira, se propôs a construir uma igreja à Nossa Senhora de Fátima, pois inclusive, estava indo em viagem a Portugal de onde pretendia trazer uma imagem da Santa.

Segundo informações, parte do povo não aprovou a ideia e insistiam na igreja à Nossa Senhora Aparecida. Para conciliar a partes, estabeleceu- se as construções da gruta à Nossa Senhora Aparecida e da Igreja à Nossa Senhora de Fátima (inicialmente uma capela).

O Senhor Joaquim Teixeira Começou a negociar a doação do terreno em frente a capela, junto à Empresa Alpha (então proprietária e que estava promovendo  os loteamento). A empresa pertencia então a três sócios e um deles não concordava com a doação.

Mas após o Senhor Joaquim, ter retornado de Portugal, teve a notícia do que, na época, alguns consideraram como um milagre de Nossa Senhora de Fátima: o sócio que até então não concordava com a doação, mudou de ideia, e doou o terreno.

A imagem de Nossa Senhora de Fátima trazida  de Portugal, era segundo um artista que fabricava imagens, diferente das que haviam então no brasil. Com autorização da família Teixeira copiou a imagem para posterior reprodução, e como agradecimento, presenteou a família com uma imagem de Nossa Senhora Aparecida  ( A mesma que mais tarde foi colocada na gruta ao lado da capela, substituindo  uma anterior que se estragara sob a ação do sol),  e que até hoje é mantida na gruta.

Quanto ao terreno, a Curia o considerou pequeno demais para a construção de uma igreja.

Na ocasião diante do problema o Senhor Joaquim ofereceu a doação de terrenos maiores  e de sua propriedade para a construção. A localização dos terrenos impediu que a doação se efetivasse, devido os mesmos não serem centrais  com o projeto exigia.

Como a capela já se fazia pequena para as celebrações das missas, a comunidade optou pela construção de um barracão no terro doado pela empresa, de tamanho maior que a capela, onde eram celebradas as missas aos domingos pela manhã. Durante a semana e no Domingo à noite , no “galpão” (assim que era conhecido o barracão) eram promovida peças de teatro e sessões  de cinema com finalidade de angariar fundos para aquisição de outro lote vizinho, que permitiria a metragem necessária  para  a construção  definitiva da igreja.

 O Dinheiro arrecadado possibilitou também a compra de dois lotes que faziam fundos aos dois lotes adquiridos, com frente para outra rua . Ainda sim, acharam que o terreno era estreito para construção de uma igreja. Consideraram então   a compra das casas germinadas vizinhas ao terreno para uso como casa paroquial. O dono disse que não venderia sua propriedade, mas que trocaria por uma construção idêntica em outro terreno. A comunidade então comprou um terreno ao lado da gruta e efetuou a construção, possibilitando a troca.

O Dinheiro havia então se esgotado, e os esforços foram cessados temporariamente.  Cessaram também as quermesses. Na época houve uma grande rotatividade de padres, e o padre que acabou ficando no local era de idade avançada.

As missas continuavam a serem celebradas no galpão.

Em 1963,  acontecia as Santas missões na Vila das Belezas e a Congregação do Verbo Divino enviou para cá o recém- ordenado Pe. Mauro Baptista, uma pessoa muito entusiasmada, carioca, de Barra Mansa, muito falante e sempre com firmeza no que fazia. Reiniciou os esforços para efetivação  para construção  da igreja. Sob sua liderança a comunidade viu-se novamente motivada a juntar -se angariar  fundos e retomar o projeto, que culminou finalmente na construção da igreja , que após várias reformas adquiriu a atual configuração.

Em 24 de fevereiro 1969 a comunidade Nossa Senhora de Fátima é desmembrada  da Paróquia Nossa Senhora do Carmo e se tornando paróquia de mesmo nome. Padre Mauro liderando os trabalhos com os leigos, formou com eles seis comunidades: São Francisco de Assis – Parque Arariba (1973), São Roque – Jardim São Roque (1978), Santa Rita e São João – Casa Blanca (1978), São Sebastião – Novo Oriente (1979), Nossa Senhora da Penha – Monte Azul (1981) e São Jorge  – Parque Regina esta ultima desmembrada para se tornar Paróquia Divino Espírito Santo.

A gruta, por sua vez, foi fechada por ter sua água contaminada, e a imagem de Nossa Senhora Aparecida foi guardada com a intenção de construir uma nova gruta .

Com o tempo, a gruta foi reconstruída dentro da Capela ao lado da igreja, e a imagem recolocada no seu lugar.

A construção da gruta e da capela foi uma das ultima obras do Pe. Mauro, antes de sua morte em 25/01/1995 aos  64 anos sendo 32 anos dedicado a Comunidade Nossa Senhora de Fátima.

Assista Vídeo da Entrada da Billia: https://www.facebook.com/100003306999937/posts/2064888150298065?sfns=xmwa

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

Jubileu de 50 anos da Paróquia verbita N. Sra. Aparecida - Jd. Miriam (São Paulo)

50 ANOS DE CAMINHADA COM A PROTEÇÃO DA MÃE APARECIDA

A Paróquia Nossa Senhora Aparecida, fundada em 24 de fevereiro de 1969, completou 50 anos de caminhada. Em 1986 chegaram os missionários da Congregação do Verbo Divino para trabalhar junto ao povo do bairro. São mais de 30 anos trabalhando nesta Paróquia.

Atualmente a Paróquia tem sete comunidades (Com. Sto. Antonio, Com. São João Batista, Com. São Judas, Com. N. Sra. das Graças, Com. N. Sra. do Perpétuo Socorro, Com. Sagrado Coração de Jesus e Com. N. Sra. Aparecida).

Para comemorar os cinquenta anos de caminhada, foi realizada uma novena preparatória que teve como tema: “50 anos de caminhada com a com a proteção da Mãe Aparecida” e o lema: “Unidade na Diversidade”, lembrando a diversidade dos missionários, e do povo que construiu esta Paróquia. Foram nove noites com celebração de missa,  relembrando o início da Paróquia, a chegada dos padres verbitas e a criação das comunidades. As missas terminavam sempre com um vídeo sobre a Paróquia, a Congregação ou as comunidades.

Os paroquianos participaram ativamente das comemorações, utilizando camisetas e adquirindo os produtos como a Biblia personalizada, canecas, azulejos decorativos, tudo com o logotipo dos 50 anos.

Pe. Polikarpus e Pe. Irineu, pároco e vigário da Paróquia, participaram todos os dias das celebrações, incentivando o povo a comemorar e agradecer a Nossa Senhora pela caminhada.

No dia 24, dia do Jubileu, a Missa Festiva foi celebrada por D. José Negri, PIME, bispo da Diocese de Santo Amaro, concelebrada por vários padres verbitas. E D. José lembrou logo no início da celebração a importância da presença missionária do Verbo Divino. Estavam missionários verbitas da Irlanda, do Togo, da Indonésia, da Alemanha, da India, do Brasil, e ainda ele, o celebrante, italiano.

Terminando a parte religiosa no dia 24, ainda houve distribuição do bolo de aniversário e de uma lembrança em forma de capelinha com a imagem de Nossa Senhora Aparecida e oração da consagração para todos os paroquianos presentes nas missas. Uma festa de oração e alegria onde o povo demonstrou o seu agradecimento a Mãe Aparecida pela proteção nesta caminhada.

A Verbo Filmes divulgou o documentário sobre o processo do Sínodo para a Amazônia

23-09-2019 Notícias da Igreja

Foto/fonte: Internet A Verbo Filmes divulgou no último fim de semana o documentário “Sínodo para a Amazônia – convocação, processos e expectativas”, sobre a Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos convocada pelo Papa Francisco para o período de 6 a 27 de outubro próximo. Em entrevista ao Portal da CNBB, o padre Cireneu Kuhn, missionário da Congregação do Verbo Divino que...

Leia Mais

Vai acontecer o Encontro de Avaliação e Planejamento do Laicato Verbita - 29/09/2019

23-09-2019 Notícias da congregação

Os delegados que no mês de julho deste ano foram ao Congresso do Laicato Verbita em Santa Isabel no Espírito Santo, encontram-se no próximo dia 29 de setembro na Paroquia São Marcos Evangelista no Parque São Rafael em São Paulo. O encontro tem como finalidade avaliar e planejar a caminhada em 2019 na Província.  Toda a atenção está voltada para...

Leia Mais

Paróquias em São Paulo se reúnem para estudar Sínodo para a Amazônia e programar ações concretas

16-09-2019 Notícias da congregação

Um número de 50 pessoas entre leigos e religiosos de diversas regiões e dez paroquias de São Paulo reuniu-se no Centro Cultural Missionário Santíssima Trindade em São Paulo para um estudo do instrumento de trabalho sobre o Sínodo para a Amazônia. O encontro foi convocado pela Vivat Brasil, um ramo de Vivat Internacional, que é uma rede formada por 14...

Leia Mais