Intenção do Papa Francisco para o mês de OUTUBRO de 2019

 Primavera missionária na Igreja (Pela evangelização)

Para que o sopro do Espírito Santo suscite uma nova primavera missionária na Igreja.

Reflexão

O Papa Francisco proclamou o mês de Outubro de 2019 como Mês Missionário Extraordinário, com o motivo da celebração dos 100 anos da promulgação da Carta Apostólica Maximum Illud, do Papa Bento XV. Esta Carta, escrita no final da Primeira Guerra Mundial, alertava a Igreja para a necessidade de «requalificar evangelicamente a missão no mundo», superando as tendências colonialistas, nacionalistas e expansionistas que levaram a humanidade aos trágicos acontecimentos da Primeira Grande Guerra. Pretendia, assim, reforçar o impulso que deveria ser dado às missões ad gentes, pois, para a Igreja, nenhum povo lhe é estranho. O tema da missão no contexto da Nova Evangelização é muito caro ao Papa Francisco, que lhe dedica abundantes reflexões na sua primeira Exortação Apostólica, "A Alegria do Evangelho". Para Francisco, este Mês Missionário Extraordinário tem como objetivo «despertar em medida maior a consciência da "missio ad gentes" e retomar com novo impulso a transformação missionária da vida e da pastoral». O convite que se faz este mês é que cada cristão leve a peito este novo impulso, transformando as comunidades em realidades missionárias e evangelizadoras. É uma nova forma de olhar para as comunidades, não apenas como lugar de encontro dos que aí vivem e celebram a mesma fé, como se fosse um ponto de chegada, mas, sobretudo, como lugar de saída e de anúncio. Esta saída far-se-á, no desejo de Francisco, pela intensificação da oração – «a alma de toda a missão» –, pela prática das boas obras e através de iniciativas de reflexão bíblica e teológica sobre a missão, de modo que a Igreja nunca deixe roubarem-lhe o entusiasmo missionário, pois esta é a característica que mais define o seu lugar no mundo: anunciar a presença do Ressuscitado no mundo.

*Carta do Papa Francisco por ocasião do centenário da promulgação da Carta Apostólica “Maximum Illud”, 22 de outubro de 2017.

Oração

Senhor Jesus Ressuscitado enviaste os teus Apóstolos

A anunciar a todos os povos as tuas palavras

E a fazer discípulos em todas as nações.

Neste Mês Missionário Extraordinário,

Pedimos-Te por todos os missionários em terras longínquas,

Sobretudo os que vivem maiores dificuldades.

Faz de cada um de nós anunciadores da tua palavra,

Apaixonados por Ti e verdadeiras testemunhas do teu amor

Pelo mundo e por cada irmão e irmã nossos.

Pai-Nosso...

Desafios

  • Conhecer, divulgar e participar nas iniciativas promovidas na própria comunidade ou na Diocese, por ocasião deste Mês Missionário Extraordinário.
  • Rezar, individualmente ou em comunidade, pelos missionários que anunciam o Evangelho aos povos que não o conhecem e pedindo o dom de mais vocações para as missões ad gentes.
  • Promover um momento de reflexão e partilha para definir algumas ações concretas de evangelização e dinamismo missionário no contexto onde a comunidade se insere.

 

Fonte: https://redemundialdeoracaodopapa.pt/rezar-com-o-papa/intencoes/2019/10

Dia Mundial do Migrante - Papa Francisco convida para rezar com ele

Foto/fonte: www.oclarim.com.mo

No próximo domingo, 29 de setembro, celebra-se o Dia Mundial do Migrante e do Refugiado. Para a ocasião, o Papa Francisco celebrará a Santa Missa na Praça São Pedro.

 * Por Bianca Fraccalvieri – Cidade do Vaticano

No Angelus do último domingo, o Papa Francisco fez um convite a todos os fiéis:

 No próximo domingo, 29 de setembro, celebra-se o Dia Mundial do Migrante e do Refugiado. Para a ocasião, celebrarei a Santa Missa aqui na Praça São Pedro. Eu os convido a participar desta celebração para expressar também com a oração a nossa proximidade aos migrantes e refugiados do mundo inteiro.

A Rádio Vaticano/Vatican News transmitirá a cerimônia ao vivo, com comentários em português, a partir das 10h30 no horário de Roma (05h30 no horário de Brasília).

Ao final da missa, durante a saudação aos fiéis com o papamóvel, o Santo Padre inaugurará um monumento ao migrante. Depois, rezará a oração do Angelus.

Celebrado inicialmente no terceiro domingo de janeiro, o Dia foi transferido pelo Papa Francisco para o segundo domingo de setembro e, a pedido de várias Conferências Episcopais, para o último domingo deste mês.

O Dia Mundial do Migrante e do Refugiado chega assim à sua 105ª edição, com o tema “Não se trata apenas de migrantes”.

Na mensagem divulgada para este Dia, o Papa escreve: “Não está em jogo apenas a causa dos migrantes; não é só deles que se trata, mas de todos nós, do presente e do futuro da família humana. Os migrantes, especialmente os mais vulneráveis, ajudam-nos a ler os «sinais dos tempos». Através deles, o Senhor chama-nos a uma conversão, a libertar-nos dos exclusivismos, da indiferença e da cultura do descarte. Através deles, o Senhor convida-nos a reapropriarmo-nos da nossa vida cristã na sua totalidade e contribuir, cada qual segundo a própria vocação, para a construção dum mundo cada vez mais condizente com o projeto de Deus”.

Escuta o áudio do Papa no site da Vatican News (link abaixo).

Fonte: https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2019-09/papa-francisco-dia-mundial-migrante-refugiado-convite.html

A Verbo Filmes divulgou o documentário sobre o processo do Sínodo para a Amazônia

Foto/fonte: Internet

A Verbo Filmes divulgou no último fim de semana o documentário “Sínodo para a Amazônia – convocação, processos e expectativas”, sobre a Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos convocada pelo Papa Francisco para o período de 6 a 27 de outubro próximo. Em entrevista ao Portal da CNBB, o padre Cireneu Kuhn, missionário da Congregação do Verbo Divino que dirigiu a produção audiovisual, falou sobre o sentimento de “obrigação de fazer este material informativo”. Também partilhou um pouco da realidade que pôde conferir de perto por ocasião das gravações.

O que vimos e documentamos foi a Igreja – Povo de Deus – se reunindo, celebrando a Eucaristia, escutando a Palavra, refletindo sobre os desafios na região pan-amazônica e expressando suas angústias diante das incertezas que recaem sobre nossos tempos”, afirma padre Cireneu.

O vídeo tem 14 minutos, apresenta entrevistas com agentes de pastoral, representantes dos povos amazônicos, especialistas e bispos. Boa parte do documentário é marcada por uma versão dinamizada da música “Tudo está interligado”, de autoria de padre Cireneu e inspirada na encíclica Laudato Si’ – sobre o cuidado da casa comum. A música perpassou todas as escutas na preparação para o Sínodo.

ASSISTA O VÍDEO:

 

Confira a entrevista com Pe. Cireneu Kuhn, SVD:

Foto/fonte: Reprodução

  • Qual a proposta e a ideia que motivaram a realização deste documentário?

Ninguém nos encomendou este vídeo; nem a CNBB, nem a REPAM, muito menos o Papa! Fazer este tipo de material faz parte da vocação da Verbo Filmes. Pertencemos a uma Congregação Missionária – do Verbo Divino – que, entre outras dimensões, tem como missão a evangelização através dos meios de comunicação social. Sentimos a obrigação de fazer este material informativo, pois tivemos uma significativa participação no processo sinodal até agora.

Documentamos dezenas de eventos que aconteceram no percurso destes dois anos, desde a convocatória do Papa Francisco.

Penso assim: uma coisa é fazer um documentário “a partir de dentro”, sentindo de perto o que realmente está acontecendo, como é o nosso caso; outra coisa é, a partir de suposições e de preconceitos, produzir-se “informações” recheadas de ódio e de interpretações difamatórias, com a intenção muito distante da de alguém realmente preocupado em somar e “caminhar junto”, como é o significado literal da palavra “sínodo”. Infelizmente, há pessoas que preferem caminhar por esta via.

Como verbitas, procuramos estar em comunhão com a Igreja local e com a Igreja Universal, representada pelo Papa.

  • A Verbo Filmes já tem uma experiência histórica de proximidade e visitas às comunidades amazônicas. Como foi a experiência de fazer as gravações dentro do processo do Sínodo? Foi possível à equipe perceber nas comunidades a expectativa por este evento?

O que vimos e documentamos foi a Igreja – Povo de Deus – se reunindo, celebrando a Eucaristia, escutando a Palavra, refletindo sobre os desafios na região pan-amazônica e expressando suas angústias diante das incertezas que recaem sobre nossos tempos. Experts em Teologia, Eclesiologia, Doutrina da Igreja e experts nas disciplinas que envolvem o bioma amazônico sempre estiveram presentes para assessorar os encontros. É muito bonito ver pessoas simples, pobres, participando em rodas de conversa, com a presença de religiosas, padres e até de bispos. Essa é a Igreja do Vaticano II. Algumas pessoas ainda conservam uma mentalidade pré-vaticano! É preciso um olhar de compaixão para com estas pessoas

A expectativa do povo amazônida em relação ao sínodo é grande. Só pelo fato das pessoas se sentirem “incluídas” no processo, dizem que “já valeu a pena”! Temos vários depoimentos neste sentido. Como sabemos, o “Instrumento de Trabalho” não é o documento final. Este documento é uma expressão de milhares de vozes sinodais. O Papa e o colégio sinodal, em Roma – agora em outubro – saberão o que fazer com este material. O Papa é um iluminado, é referência mundial e não somente para os católicos. Se existem pessoas que preferem atirar pedras em Sua Santidade, isso não poderá ser motivo de tanta preocupação. Jesus também não conseguiu unanimidade. 

As pessoas que chamam o Papa Francisco de herético, se lerem os Evangelhos certamente terão dificuldade para entender certas atitudes de Jesus: em relação aos poderosos, aos doutores da lei, às prostitutas e pessoas excluídas de seu tempo. Jesus não morreu de câncer nem num acidente de camelo numa curva de Jerusalém. Foi assassinado! Crucificaram Jesus naquele tempo e querem crucificar o Papa Francisco, hoje, por motivos muito parecidos…

  • Este vídeo pode ser instrumento de melhor conhecimento e menos preconceito em relação à Assembleia Sinodal?

Quem tem preconceito em relação à CNBB, ao Papa e à Igreja vai olhar também este vídeo com preconceito.  

Não é este vídeo que vai “converter” as pessoas. Mas, sem dúvida, aqui, de maneira muito sucinta, apresenta-se o propósito deste sínodo que não é o primeiro e nem será o último. Lembremos que recentemente houve o sínodo para as famílias e para a juventude. Lá também houve reações adversas e contrárias… e assim sempre será.  

 

Rezemos, sim, para que a assembleia que acontecerá agora no Vaticano continue com o mesmo clima dialogal e de escuta do Espírito, para que, de fato, a Exortação Apostólica (o documento final) nos ilumine a enveredarmos por novos caminhos na Igreja, com maior profecia e maior fidelidade ao Reino, na busca de uma Ecologia Integral.

  • Gostaria de destacar mais alguma coisa?

Para finalizar: estive recentemente em Humaitá, documentando o trabalho missionário de um confrade meu, com as comunidades ribeirinhas. São centenas de comunidades, distantes umas das outras. O povo se reúne com alegria e expressa uma fé profunda; só lamenta não poder celebrar a Eucaristia a cada semana. As visitas do padre acontecem duas ou três vezes ao ano. Como responder a desafios como este? É pra isso e outras questões que este sínodo foi convocado e, certamente, será um grande Pentecostes para toda Igreja.

Intenção do Papa Francisco para o mês de SETEMBRO de 2019

A proteção dos oceanos (Pela Evangelização)

Para que os políticos, os cientistas e os economistas trabalhem juntos pela proteção dos mares e dos oceanos.

Reflexão

CUIDAR DA NOSSA CASA - O mês de setembro inicia com a Jornada Mundial de Oração pelo cuidado da Criação, instituída pelo Papa Francisco. A celebração deste dia é uma chamada de atenção a todos pela necessidade urgente de cuidarmos do planeta Terra, que vive uma gravíssima degradação, pondo em questão o futuro das novas gerações. Na sua intenção de oração, o Santo Padre pede uma maior atenção ao cuidado dos oceanos, e por aqueles que, a nível das decisões políticas, científicas e econômicas podem tomar decisões de modo a contrariar os danos que estão a ser feitos. A comunicação social e as redes sociais têm, nos últimos anos, mostrando aspectos muito preocupantes sobre os oceanos, a imensa quantidade de lixo, especialmente plásticos, que põe em risco a sobrevivência de muitas espécies e o equilíbrio do ecossistema, com implicações já a curto prazo na vida humana. A Igreja representa uma grandíssima percentagem da população mundial e, por isso, somos chamados ainda mais a ser os primeiros a assumir com firmeza boas práticas ecológicas para proteger os oceanos. Os plásticos que usamos e deitamos fora, o lixo que não reciclamos nem reutilizamos, temos consciência do impacto desta negligência? Um dos grandes problemas que temos é que não vemos em primeira pessoa o resultado dos nossos desperdícios. Quando deitamos o lixo fora, pensamos onde ele vai parar? Quando não separamos o lixo, não temos critério na compra de artigos que não são ecológicos, estamos a contribuir, numa pequena escala, para um drama futuro com consequências terríveis para a natureza. Se cada cristão levasse a sério este desafio do Papa, conseguimos imaginar as boas consequências que daí poderiam advir?

Oração

Pai de bondade, criaste o mundo para nós

e confiaste aos teus filhos a obra da criação.

Nós te pedimos perdão por não sabermos cuidar da beleza que nos foi confiada

e usarmos de forma egoísta e irrefletida os recursos que necessitamos para viver.

Pedimos-te perdão pela nossa falta de sensibilidade e amor para com a natureza

e para com os teus filhos e filhas que sofrem as consequências das nossas más opções.

Dá-nos luz para optarmos decididamente pela defesa da criação,

fazendo tudo o que está ao nosso alcance

para fazer da Terra o lugar de beleza que sonhaste para nós.

Pai-Nosso...

Desafios

– Procurar informar-se, na internet, através das redes sociais e outras publicações, do impacto e dimensão da poluição dos oceanos e as consequências que trazem para o futuro do planeta. Tomar conhecimento das boas práticas que devem ser adotadas em casa, nas escolas, nos locais de trabalho, etc...

– Em casa, tomar decisões sobre as coisas que se compram, a quantidade de plástico, matérias poluentes e os resíduos que se criam. Optar pela regra ecológica do: reduzir; reciclar; reutilizar.

– Na própria comunidade, pensar como as instituições ajudam à sensibilização para boas práticas ecológicas, falando disso nas celebrações litúrgicas, na catequese, na implementação da separação do lixo, na diminuição dos desperdícios, no uso de materiais recicláveis, etc...

 

Fonte: https://redemundialdeoracaodopapa.pt/rezar-com-o-papa/intencoes/2019/9

Dia Mundial do Migrante - Papa Francisco convida para rezar com ele

25-09-2019 Notícias da Igreja

Foto/fonte: www.oclarim.com.mo No próximo domingo, 29 de setembro, celebra-se o Dia Mundial do Migrante e do Refugiado. Para a ocasião, o Papa Francisco celebrará a Santa Missa na Praça São Pedro.  * Por Bianca Fraccalvieri – Cidade do Vaticano No Angelus do último domingo, o Papa Francisco fez um convite a todos os fiéis:  No próximo domingo, 29 de setembro, celebra-se o Dia...

Leia Mais

A Verbo Filmes divulgou o documentário sobre o processo do Sínodo para a Amazônia

23-09-2019 Notícias da Igreja

Foto/fonte: Internet A Verbo Filmes divulgou no último fim de semana o documentário “Sínodo para a Amazônia – convocação, processos e expectativas”, sobre a Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos convocada pelo Papa Francisco para o período de 6 a 27 de outubro próximo. Em entrevista ao Portal da CNBB, o padre Cireneu Kuhn, missionário da Congregação do Verbo Divino que...

Leia Mais

Vai acontecer o Encontro de Avaliação e Planejamento do Laicato Verbita - 29/09/2019

23-09-2019 Notícias da congregação

Os delegados que no mês de julho deste ano foram ao Congresso do Laicato Verbita em Santa Isabel no Espírito Santo, encontram-se no próximo dia 29 de setembro na Paroquia São Marcos Evangelista no Parque São Rafael em São Paulo. O encontro tem como finalidade avaliar e planejar a caminhada em 2019 na Província.  Toda a atenção está voltada para...

Leia Mais